Resenha Crítica – O que é, Estrutura e Dicas ao Fazer


Resenha crítica

A resenha crítica é um dos itens mais solicitados no Ensino Médio, graduação e até mesmo nos cursos de Mestrado e Doutorado. Para saber do que ela se trata e como elaborá-la, confira nosso post.

O que é uma resenha crítica?

Consiste em um texto elaborado com o objetivo de resumir o objeto de estudo (livros, filmes, apresentações artísticas etc.) ao fazer uma análise crítica sobre ele, mencionando aspectos positivos e negativos.

Publicidade

Desse modo, a resenha crítica é reconhecida por ser um texto informativo e ao mesmo tempo de opinião. Esse tipo de resenha é muito solicitado no ambiente acadêmico/escolar pelas disciplinas na área de humanas e também no meio jornalístico e literário.

Qual é a estrutura de uma resenha crítica?

1 – Identificação da obra/objeto

O primeiro passo para a elaboração dessa resenha é apontar os dados bibliográficos básicos do livro, artigo, filme ou demais objetos analisados.

2 – Apresentação da obra

Deve ser feita uma descrição com poucas linhas sobre o conteúdo do livro, artigo ou filme a ser resenhado.

3 – Descrição da estrutura

Essa etapa da resenha envolve mencionar a divisão do livro ou artigo em seções ou capítulos, apontar o foco narrativo da obra e mencionar o número de páginas.

4 – Descrição do conteúdo

Essa é considerada a parte principal da resenha, cujo autor deverá resumir o texto, livro ou filme de forma objetiva utilizando no mínimo 3 e no máximo 5 parágrafos.

5 – Análise crítica

Feito este resumo, é o momento de colocar a opinião quanto ao objeto analisado. Recomenda-se que essa argumentação seja feita de forma comparativa, com base em teorias dos autores mais relevantes sobre o assunto ou também utilizando explicações dadas pelos professores em sala de aula. De forma geral, para fazer essa análise crítica basta utilizar no máximo 3 parágrafos.

6 – Recomendar a obra

Nessa etapa é necessário recomendar o objeto de análise para aquelas pessoas a quem ele será mais útil, baseando-se em elementos como idade, escolaridade, renda, fatores pedagógicos ou sociais etc.

7 – Identificar o autor

Nessa parte é necessário mencionar o autor da obra resenhada (não o autor da resenha). É recomendável colocar breves informações sobre outras obras do pesquisador/escritor da obra assim como outros itens como formação acadêmica, áreas de atuação etc.

8 – Identificação e assinatura

A última etapa da resenha crítica é apontar o nome de quem a fez assim como o curso acadêmico ao qual pertence e instituição de ensino. Ex.: “Acadêmico do Curso de Jornalismo da Universidade de São Paulo (USP). ”

5 dicas de como fazer uma resenha crítica excelente

Resenha crítica

1 – Pesquisar sobre o autor da obra

Antes de começar a resenha crítica, é recomendável pesquisar sobre o autor da obra, já que informações básicas sobre ele já ajudam a compreender melhor a abordagem de pensamento utilizada, relevância do autor e pontos a serem comparados com outras obras.

2 – Organizar as informações

Ao planejar esse tipo de resenha também é importante organizar as informações de maneira que a linha de raciocínio a ser adotada flua melhor.

Principalmente com relação à resenha de livros e artigos, enquanto é feita a leitura da obra, o autor deverá ter em mãos um caderno e caneta para fazer anotações dos trechos e frases mais relevantes.

3 – Ter referências complementares

Uma das melhores formas de enriquecer uma resenha é fazer referência de um ou mais autores que apresentam pensamento semelhante ou oposto ao do autor da obra a ser resenhada. Isso facilita a sustentação ou oposição às ideias de maneira imparcial e bem fundamentada.

4 – Buscar a imparcialidade

Embora esse tipo de resenha deva integrar a opinião do responsável pela elaboração, é indicado manter uma certa imparcialidade na análise, evitando sobretudo opiniões demasiadamente pessoais ou que agridam autores, abordagens de pensamento etc.

Quem está fazendo a resenha deve demonstrar uma visão abrangente, buscando abordar a obra com responsabilidade, ética e bons posicionamentos teóricos.

5 – Reservar um tempo para revisão

Muitos acadêmicos esquecem de reservar um tempo extra para revisão ao finalizar a resenha. É indicado evitar isso. A etapa da revisão é tão importante quanto a elaboração do texto, fazendo com que o autor consiga melhorar os posicionamentos adotados.

Com todas essas informações de como fazer uma resenha crítica é possível tirar excelentes notas e aplicar esse conceito na vida profissional.

Imagens: br.freepik.com / altoastral.com.br

 

 

Publicidade