O Curso da Academia de Libras vale a pena? Meu depoimento REAL


academia de libras

Desde que coloquei no meu Facebook um post falando que estava aprendendo a Língua de sinais no curso da Academia de Libras, comecei a receber algumas perguntas do tipo:

 

 

 

 

Por isso, resolvi criar um post aqui no meu blog para tirar a dúvida de várias pessoas ao mesmo tempo. Não deixe de compartilhar sua opinião também!

Sobre o curso Academia de Libras

O curso da Academia de Libras é o principal curso de Língua de sinais do país. Eles surgiram na internet em 2017 e, pelo que andei pesquisando, eu acredito que seja o curso de maior sucesso entre as pessoas. Isso porque eles têm um curso único do básico ao avançado, o que faz com que o curso tenha um valor muito atrativo, tanto para quem quer só aprender algumas coisas, como àqueles que querem se comunicar totalmente em Libras.

Quando comecei a procurar um curso de libras meu interesse não era tanto no certificado, que é algo muito valioso, mas sobretudo por curiosidade. Eu adoro aprender coisas novas e aprender Libras me pareceu algo estimulante. Como eu não gosto de perder tempo, resolvi buscar logo o melhor curso do mercado e virei aluno da Academia de Libras.

Como eu comprei o curso Academia de Libras

Eu nunca tinha feito um curso pela internet então fiquei com um pé atrás na hora de comprar o curso. Mas após ler a opinião de algumas pessoas acabei apostando na Academia de Libras.

Através do site eu realizei o pagamento do curso e no mesmo dia recebi um e-mail de boas vindas com as informações para eu entrar no curso. Logo de cara resolvi entrar no curso para dar uma olhada rápida na plataforma, mas a minha ideia não era começar a assistir as aulas naquele momento. Eu comprei para assistir no fim de semana. O que acontece é que eu assisti a primeira aula… depois assistir a segunda.. e assim foi indo. Quando me dei conta já estava um tempão assistindo as aulas.

É incrível como aprender Libras é algo diferente de tudo que eu já havia aprendido. Em menos de um mês eu já havia assistido várias aulas do curso e já estava capacitado para conversar o básico em Libras.

Eu achei bom o curso da Academia de Libras?

Sim! Achei excelente o curso. Só pra explicar como funcionam as aulas. A professora (que é super divertida e competente) ensina o sinal e logo aplica ele em algum exemplo real, do dia-a-dia. Então você faz junto com ela o sinal e, como esse aprendizado está inserido em exemplos reais, você aprende rapidinho.

Eu confesso que achava que o curso ia me passar vários sinais e que eu ia ter que ficar memorizando todos eles de uma vez só. Mas não é bem assim que funciona. Como falei, o curso possibilita que você traga os sinais para o seu dia a dia.

Além disso, o curso tem aulas voltadas para diversas áreas profissionais. Então  se você é da área de educação terá exemplos e sinais aplicados a essa área. Se você é da área de saúde, irá ver exemplos de sinais aplicados em situações dessa área. E isso vale para diversas áreas. Eu, como ainda sou estudante, pude absorver um pouco de cada área. Achei o máximo.

A Academia de Libras é realmente muito boa. Gostei bastante e recomendo! Tanto para quem quer mudar o mundo, para quem quer se divertir aprendendo coisas novas ou para quem quer se dar bem no ambiente de trabalho.

Bom, espero que esse artigo tenha te ajudado. Não esqueça de deixar sua opinião, nos vemos em outro post! Abração!

Opinião de outros alunos da Academia de Libras

academia de libras e bom ou ruim alunos depoimentos

 

Reclamações da Academia de Libras no Reclame Aqui

Atualmente, não existem reclamações do Academia de Libras no Reclame Aqui.

academia de libras reclame aqui

 

Como comprar  o curso?

curso academia de libras

 

 


Artigo sobre a Libras

No Brasil, é chamado de LIBRAS, ou Língua Brasileira dos Sinais e realmente se constitui como um dialeto próprio, com sua própria pontuação, estrutura de linguagem, morfologia e assim por diante. Com uma expectativa de 5 milhões de pessoas com deficiência auditiva no Brasil, pode-se contemplar que a maior parte, senão toda, a utilização da LIBRAS para discutir. De fato, mesmo com o quadro de todas as nações sendo único, a LIBRAS (ao lado da ASL) tem sido considerada um crioulo da Língua Francesa de Sinais do século XVIII. Assim, há muitas semelhanças entre todos eles.

Para demonstrar uma parte das complexidades de marcar um dialeto, esclarecerei 5 parâmetros fundamentais. Eles compreendem o acompanhamento: configuração da mão, explicação focaliza (onde você está marcando, ou seja, terminou sua sobrancelha ou o espaço não partidário antes de seu corpo), introdução (direcionalidade), desenvolvimento (se o sinal requer desenvolvimento ou estático) e comportamento de o rosto e corpo.

Além disso, outro fator que influencia tudo é a velocidade que o indivíduo assina, independentemente de ser rápido (entre os indivíduos que têm dificuldade de ouvir, desde que se lembrem) ou moderado (dedilhado, para crianças, indivíduos que obtiveram o dialeto mais tarde, ou para soletrar coisas que não têm um sinal padrão).

A comunicação baseada em gestos é considerada como correspondência verbal ou não verbal?

A resposta apropriada deveria ser auto-evidente. Os dialetos marcados são verbais, com base em palavras, sentenças e assim por diante.

No momento em que os indivíduos estão marcando, eles estão falando … simplesmente como quando os indivíduos utilizam sua voz para falar. Estamos apenas discutindo a distinção na * modalidade: * mão ou boca. Em qualquer caso, além disso, é tudo a mesma coisa.

Dialetos marcados não são emulados. Dialetos marcados não são movimentos. Dialetos marcados não são “desenvolvimentos corporais”. Gestos utilizados por apanhadores ou mentores são apenas isso, movimentos. Eles não são sinais. Como tal, os apanhadores e mentores não estão marcando. Quando você demonstra seu dedo central para alguém ou quando você levanta seu arquivo e os dedos centrais (como “triunfo” ou “paz”), você não está marcando. Você está fazendo sinal. Há uma distinção.

Tudo em dialetos marcados está lá de propósito. Eles não são subjetivos ou irregulares. Sinais em dialetos marcados são reunidos em trajetórias inconfundíveis, com escopo particular de aparências externas e certos desenvolvimentos para expressar palavras.

Deixe sua opinião sobre a Academia de Libras.