Empreendedorismo Social – O que é? Como investir?


empreendedorismo social

Empreendedorismo social é uma categoria bem recente de empreendedorismo que cada vez mais cresce no Brasil. O empreendedorismo social é um tipo de negócio que tenta unir o lucro e a transformação social de determinada localidade ou grupo de pessoas, um campo cheio de desafios, mas de ótimas vantagens. Confira!

Conceito: O que é o empreendedorismo social?

Você pode empreender de diversas formas e em diferentes segmentos da sociedade. Basta ter uma ideia criativa e colocá-la em prática. É importante perceber que toda ação empreendedora ter resultados positivos na vida das pessoas – seja de seus clientes, criando novos empregos, desenvolvendo produtos úteis, oferecendo soluções para empresas e para o cidadão comum, etc.

Publicidade

empreendedorismo social

Mas há uma forma de empreendedorismo que tem foco justamente na transformação social. Não se trata de caridade ou trabalho voluntário, como muitas pessoas pensam. É uma forma de oferecer soluções de melhorias sociais ou ambientais, ou seja, que afetem diretamente e de modo positivo uma coletividade, e ainda ter lucro com isso. Trata-se de negócios lucrativos que resolvem problemas sociais por meio da venda de produtos ou serviços. Estes negócios em geral utilizam uma grande corrente de parceiros e investidores em suas ações.

negócio social o que é


📢 Você sonha em montar um negócio próprio mas não sabe por onde começar? Clique Aqui e leia o passo-a-passo para criar um negócio lucrativo, sem arriscar seu dinheiro dando um tiro no escuro!

Em muitos países, o empreendedorismo social tem ganhado destaque, e até mesmo aqui no Brasil há empresas que se destacam. Em outros casos de negócios sociais, muitas empresas comuns também utilizam projetos de responsabilidade social para transformar o seu meio, e as empresas sociais podem ser uma ponte que liga estas ações às pessoas contempladas.

Exemplos de empreendedores sociais no Brasil e no mundo

As empresas de empreendedorismo social em geral são negócios com propostas inovadoras, que fomentam e aplicam atividades de transformação social constantes (incubadoras, aceleradoras, fundos de investimento voltados para empresas com esse fim, etc.).

curso empreendedorismo social

Pode ser um projeto de sustentabilidade ambiental ou social, uma proposta de destacar iniciativas sociais locais que geram empregos ou renda, desenvolver uma ação de cunho social ou intelectual ou qualquer iniciativa que faça acontecer e gere resultados rápidos e contínuos.

No Brasil, destacam-se, por exemplo, o Graac, que atua desde 1991 no segmento de oncologia pediátrica, fundada pelo médico Antonio Sergio Petrilli. A empresa é atuante no combate ao câncer infantil no Brasil. A entidade já tratou mais de 5 mil pacientes. Possui um rigoroso sistema de gestão e atendimento, uma equipe multidisciplinar com pesquisadores de universidades, tudo coma iniciativa privada.

Publicidade

empreendedorismo social

Já o projeto Gerando Falcões, por exemplo, atua entre 30 mil estudantes com a meta de promover o protagonismo dos jovens para transformá-los como centro de transformação da sociedade.

Como ser um empreendedor social

É importante que o interessado por este tipo de negócio social tenha um perfil que envolva certos tipos de competências e habilidades, como por exemplo, disposição para superar um desafio, desenvoltura para lidar com cenários complexos, capacidade de se colocar no lugar do outro, compreensão aprofundada de gestão e legislação deste setor, equilíbrio entre lucro e relevância social, capacidade de captação de recursos, etc.

empreendedora social

Veja algumas outras dicas bem importantes para se tornar um empreendedor social:

  • Identifique um determinado problema social: A dor do seu cliente, termo muito usado no meio administrativo, é um problema social. Por exemplo, o GRAAC lida diretamente com a falta de atendimento médico especializado em câncer infantil que infelizmente a maior parte da população brasileira é afetada e não tem a quem recorrer, já que o SUS e outras entidades de caráter público não conseguem atender à demanda.
  • Conheça seu público: O seu público é aquele que se beneficiará de suas soluções. É importante conhecer esta realidade. É importante ainda conhecer o público financiados, parceiros e outros interessados em colaborar com a sua ideia. Não adianta você querer trabalhar com coleta seletiva e oportunidade de renda se jamais conheceu as comunidades e profissionais que trabalham com este tipo de serviço. O Design Thinking pode ser uma ferramenta poderosa para ajudá-lo a mergulhar no novo contexto e fazer com que tenha ideias inovadoras.
  • Faça um plano de negócio assertivo: Isso é fundamental para qualquer tipo de negócio, não só no terceiro setor, e tem a ver com a sustentabilidade da empresa. Defina também um plano de marketing, uma proposta de valor e sua estrutura de custos. Todo o processo precisará ser mensurado e você precisará coletar e interpretar as informações de todo o processo.
  • Busque parceiros e incentive as pessoas a participarem: É preciso conferir in loco os problemas que a sua empresa irá abordar. Envolva-se com os beneficiários do seu negócio desde o processo de validação da ideia. Estas pessoas são grandes fontes de informação e devem ser parte ações e soluções que a sua empresa tem a oferecer.
  • Saiba lidar com desafios: O empreendedorismo social ainda é um campo cheio de desafios e complexidades, e muitas vezes é preciso aprender a desenvolver uma solução do zero, aprendendo com o processo. Desta forma, é preciso ter paciência, persistência e nunca desistir.
  • Utilize a tecnologia a favor do projeto: A empresa social ACT, por exemplo, que trabalha diretamente com povos indígenas, passou a utilizar entre estes grupos dispositivos com GPS a fim de treiná-los a mapear as terras ancestrais, com o intuito de defender o seu território e seu modo de sobrevivência. A tecnologia é uma forma de gerar transformações, por três modos: substituição de ferramentas antigas e ineficazes, criação de novas ferramentas para determinada demanda ou projeto de readaptação tecnológica.
  • É importante ter lucro: Nenhuma empresa vive sem lucro. Uma empresa de empreendedorismo social também terá gastos e funcionários trabalhando em seus projetos. É importante saber discernir os ganhos em lucros e novos investimentos, com muita transparência. Saiba mais sobre fluxo de caixa.


👉 Qual a melhor ideia de negócio PARA VOCÊ?

Na internet existem milhares de informações sobre ideias e modelos de negócio. Mas afinal, qual a ideia de negócio ideal para você? Será que sua ideia é lucrativa? Nesse ARTIGO (clique aqui) mostramos para você como descobrir isso hoje mesmo. Se você quer montar um negócio 100% próprio com baixo risco, CLIQUE AQUI e veja o passo-a-passo para se tornar seu próprio chefe.