Mix de Marketing – Os 4Ps do Marketing de forma Fácil


marketing-mix-4ps-do-marketing

Um dos conceitos mais importantes para uma empresa, no que se refere à divulgação do seu produto e presença no mercado é o mix de marketing. Você o conhece? Saiba mais sobre o mix de o composto dos 4Ps do marketing a seguir e veja como utilizá-lo em seu negócio.

O que é mix de marketing?

O mix de marketing é também conhecido como composto de marketing ou 4P’s, e trata-se de uma série de ferramentas que a empresa utiliza para perseguir seus objetivos de marketing no mercado-alvo. Estes recursos começam com a letra P: produto, preço, praça (ou canal) e promoção (ou comunicação) e derivam dos termos em inglês product, price, place and promotion. Trata-se, desta forma, de uma ferramenta estratégica usada para criar valor para os clientes e alcançar os objetivos da empresa.

Publicidade

4Ps do marketing

Cada um destes conceitos que começam com a letra P integram a estratégia de divulgação e posicionamento de um negócio. Os 4Ps de marketing são utilizados pelos maiores profissionais da área no mundo, inclusive por Kotler (o chamado pai do marketing moderno). Conheça essa poderosa ferramenta estratégica:

marketing-mix-4ps-do-marketing

Produto

O produto é o que liga a empresa com seu público e com o mercado. É a fase mais complexa e exige grande poder de decisão por parte da empresa. Pode ser qualquer coisa oferecida por uma empresa que atendas as necessidades e desejos de um mercado. Por produtos pode-se entender não apenas bens ou serviços, mas também marcas, embalagens, serviços aos clientes e outras características.

Ao avaliar uma necessidade de mercado, uma empresa lança um produto, que pode ser físico ou não (palpável ou físico). Por exemplo, um saco de açúcar é um produto físico. Uma consulta com um terapeuta, não. E mesmo assim, ambos são produtos.

A Natura Cosméticos, por exemplo, recentemente lançou uma campanha em que fala da importância da beleza feminina para a própria mulher – não a beleza padrão, mas a beleza única de cada pessoa. Veja que neste caso a empresa não está interessada apenas em vender maquiagem e artigos de bem-estar, mas um conceito, uma ideia. Isso também faz parte do produto – uma maquiagem para qualquer tipo de beleza.

Todo produto possui 5 esferas:

  • Benefício-núcleo: É o benefício oferecido ao consumidor.
  • Produto básico: É o produto que o consumidor compra de fato.
  • Produto real ou esperado: São os atributos do produto, ou seja, atrelados às expectativas do cliente – nível de qualidade, características, design, marca e embalagem.
  • Produto ampliado: São os serviços e benefícios adicionais.
  • Produto potencial: São as transformações que os produtos podem sofrer no futuro.

Preço

Trata-se do volume de dinheiro cobrado por um produto e/ou serviço. São as condições necessárias para adquirir a propriedade ou uso de um produto. O preço está atrelado aos benefícios que o produto tem a oferecer. O preço é apenas uma fração do custo total que os clientes pagam numa troca. É também o único componente do mix de marketing que gera receita. Refere-se também ao modo como a empresa participa do mercado.

Toda uma complexa análise deve ser empregada para estipular o preço do produto. Deve-se estabelecer um preço que esteja de acordo com os custos e que os supra, que dê lucro e que seja competitivo, para estimular a compra. O preço pode ser decisório em relação à escolha do consumidor.

Praça

Trata-se do ponto de venda ou canal de distribuição. Tem a ver com a distribuição do produto, que significa em marketing disponibilizar o produto ou serviço ao cliente da forma mais fácil e conveniente para ser adquirido. Requer estratégia logística e compromissos de longo prazo para trazer resultados efetivos. É a forma e o lugar em que o produto se encontra à disposição do cliente.

Há muitas formas de distribuição, mas todas se dividem em:

  • Distribuição direta: É quando a empresa de serviço ou produto vende diretamente ao consumidor. Um consultório odontológico presta um serviço direto ao paciente, por exemplo.
  • Distribuição Indireta: É quando o produto ou serviço requer distribuidores para que chegue até o consumidor. Por exemplo, a lata de ervilha que você encontra no supermercado precisou de distribuidores para chegar até você.

Promoção

Propaganda e marketing são duas coisas diferentes. A propaganda faz parte das estratégias de marketing. A propaganda tem a ver como as pessoas irão perceber o produto – sem ela, não tem como influenciar no poder de decisão do cliente. Contudo, há ainda a promoção, que é apenas um dos recursos do marketing. Estes recursos na sua totalidade são: propaganda, promoção de vendas, relações públicas e publicidade, força de vendas e marketing direto.

Leia também: Planejamento estratégico e operacional

Funcionamento do mix de marketing

Todo empreendedor deve usar todos os recursos possíveis que estão à sua disposição para conseguir posiciona-se bem no mercado. Conhecer bem o público-alvo, os mecanismos do mercado e do seu segmento, os preços praticados, a evolução da concorrência, as possibilidades de distribuição e otimização da entrega dos produtos aos pontos de venda, etc. O mix de marketing trabalha com diferentes fases e ferramentas de marketing de modo integrado e facilita muitíssimo este processo.

O foco é satisfazer a necessidade do consumidor, gerando uma vantagem competitiva para a empresa. Em um mercado cada vez acelerado, mas muito dinâmico e flexível, é preciso inovar e também verificar as estratégias que já funcionaram no passado e que poderiam ser efetivadas no futuro e separar o que tem sido feito e que não funciona mais.

Desta forma, o mix de marketing deve ser constantemente revisto e testado, pois o mercado muda e a empresa precisa se adaptar. É preciso ainda avaliar as forças e fraquezas da empresa, bem como dos seus concorrentes, e considerar a sazonalidade a que todos os negócios estão inseridos.

Veja também como fazer o fluxo de caixa do seu negócio aqui nesta matéria.

imagem: wedologos.com.br

Publicidade

Isso pode te interessar: