Ponto De Equilíbrio Da Empresa – O Que é e Como Calcular?


ponto-de-equilibrio-da-empresa-o-que-e-e-como-calcular

No mundo dos negócios, os proprietários e gestores responsáveis pela administração das finanças falam muito a respeito de como encontrar o ponto de equilíbrio da empresa. Entretanto, poucas pessoas sabem exatamente o que isso significa.

Para sanar as dúvidas com relação a este assunto e saber do que se trata e como calcular o tão mencionado ponto de equilíbrio, confira nosso post!

Publicidade

O que é o ponto de equilíbrio da empresa?

O ponto de equilíbrio da empresa trata-se de um dos mais importantes indicadores quanto ao desempenho do negócio, pois este ponto diz respeito ao valor ou quantidade que a empresa precisa vender para que as receitas cubram todos os custos e despesas.

Vale ressaltar que o ponto de equilíbrio não considera lucro ou prejuízo. O intuito de saber qual é este ponto consiste em evitar prejuízos e identificar a partir de qual quantidade ou valor vendido a empresa começará a ter lucro.

Como calcular o ponto de equilíbrio da empresa?

Para que seja possível chegar ao valor ou quantidade referente ao ponto de equilíbrio do negócio, é preciso ter uma compreensão prévia sobre:

Custo fixo

Consiste nos custos não ligados diretamente à produção. Eles ocorrem independentemente do quanto a empresa produz ou fatura.

Custo variável

Como o próprio nome diz, esses custos variam conforme o nível de produção, já que eles estão ligados a ela. Ou seja, quando a produção é alta, eles aumentam. Quando ela é baixa, eles diminuem.

o-que-é-o-ponto-de-equilibrio-da-empresa

Margem de contribuição

Trata-se do valor com o qual cada unidade produzida contribui (daí o termo “margem de contribuição”) para que sejam pagos os custos fixos.

A partir da compreensão desses conceitos, fica mais fácil calcular o ponto de equilíbrio tanto no que diz respeito às unidades vendidas como também com relação ao faturamento. Neste exemplo, será considerado o faturamento

Passo a passo para calcular o ponto de equilíbrio – Faturamento

  1. Calcular a margem de contribuição. Para isso é preciso subtrair da soma dos custos variáveis o valor do faturamento total em determinado período.

Margem de contribuição mensal = Total do faturamento mensal – Total dos custos variáveis do mês

  1. Calcular a margem percentual da margem de contribuição. Para isso basta dividir o resultado obtido na margem de contribuição pela receita total e multiplicar por 100.
  2. Fazer o cálculo do ponto de equilíbrio. Para isso é preciso dividir os custos fixos pelo índice da margem de contribuição. Dessa forma, a empresa conseguirá identificar quanto ela deverá faturar mensalmente para que todos os seus custos sejam cobertos e ela não sofra prejuízo.

Ponto de equilíbrio = Custo Fixo / percentual da margem de contribuição

Suponhamos uma empresa com:

Faturamento total mensal = R$10.000,00

Total dos custos variáveis do mês = R$7.000,00

Total dos custos fixos do mês = R$4.000,00

Portanto:

Margem de contribuição = R$10.000,00 – R$7.000,00 = R$3.000,00

Percentual da Margem de contribuição = (R$3.000,00 / R$10.000,00) x 100 = 30%

Ponto de equilíbrio (faturamento) = R$4.000,00 /30% = R$13.333,33

Isso quer dizer que, para que a empresa não sofra prejuízo, ou seja, para que o faturamento mensal cubra todos os custos e despesas do mês, ele precisará ser de, em média, R$13.333,33. Este consiste no ponto de equilíbrio da empresa com relação ao faturamento.

Leia também: Como calcular o custo de mão de obra direta MOB?

Imagem- capitalsocial.cnt.br  oregionalpr.com.br

Publicidade

Isso pode te interessar: