Prism Performance – O que é? Por Que é Tão Importante nas Empresas?


Prism Performance

O Prism Performance consiste em um sistema de avaliação utilizado para mensurar a competência gerencial de uma empresa, estabelecendo parâmetros precisos quanto à avaliação da gestão.

Sobretudo em um cenário tão competitivo, essa forma de avaliação tornou-se indispensável para o sucesso das organizações. Para saber todos os detalhes que envolvem o conceito e aplicação dessa avaliação, confira nosso post.

Publicidade

Como surgiu o Prism Performance?

Esse modelo de avaliação quanto à performance da gestão nas empresas foi criado em grande parte por Andy Neely, professor e principal pesquisador da Cranfield School of Management, uma das mais conceituadas faculdades de administração da Inglaterra.

Pilares do Prism Performance

Os especialistas na área de gestão mencionam que a realização dessa avaliação é pautada em dois grandes pilares, que são:

– Considerações sobre o que quer e quais as necessidades dos stakeholders (partes interessadas) no bom andamento da empresa. Os stakeholders são: acionistas, investidores, clientes, parceiros, fornecedores, funcionários, agentes reguladores e a comunidade em geral;
– O que a empresa quer e precisa com relação aos seus stakeholders.

Desse modo, essa avaliação consiste em um relacionamento de mão dupla, onde cada parte exerce importância no processo de mensuração da competência gerencial.

Os 5 critérios utilizados pelo Prism Performance

Com relação aos critérios adotados por este modelo de avaliação, eles tem como objetivo definir alguns pontos e responder a algumas perguntas que direcionem para a adoção das melhores estratégias empresariais. Esses critérios são:

1 – Satisfação das partes interessadas (stakeholders)
– Quem são os stakeholders da empresa e o que eles querem e necessitam?

2 – Estratégias adotadas
– Quais estratégias a empresa precisa colocar em prática com o objetivo de atender às necessidades dos stakeholders?

3 – Processos utilizados
– Quais são os processos considerados críticos para realização das melhores estratégias?

4 – Capacidade empresarial
– Quais são as capacidades necessárias para que a empresa tenha condições de executar seus processos de maneira assertiva, atendendo aos anseios dos stakeholders?

5 – Contribuição dos stakeholders
– Quais contribuições a empresa quer (e necessita) que os stakeholders ofereçam para desenvolver e manter essas capacidades?

Esses 5 critérios fazem com que o Prism Performance seja um sistema holístico considerado dos mais eficazes para a identificação de melhorias essenciais em toda empresa. Para muitos estudiosos da área de administração, esse sistema supera o Balanced Scorecard, outro indicador de desempenho bastante utilizado pelas empresas no mundo todo.

Quais são as vantagens do Prism Performance?

– Aprimoramento constante dos processos organizacionais, gerando maior credibilidade e eficácia em todos os níveis da empresa;
– Ampla visão de análise quanto a todas as partes interessadas;
– Facilidade quanto à formulação e implementação das melhores estratégias empresariais, otimizando todos os recursos empregados na empresa (financeiros, materiais, humanos etc.);
– Possibilita que a empresa enfrente os riscos e oportunidades existentes no mercado de forma direta;
– Melhor alinhamento entre os interesses da empresa e os objetivos dos colaboradores, estabelecendo a harmonia necessária para o desenvolvimento dos negócios;
– Desenvolvimento de medidas para cada parte interessada que seja relevantes para o negócio;
– Acompanhamento frequente dos indicadores quanto ao desempenho organizacional, identificando com antecedência quais são os problemas apresentados e antecipando soluções;
– Favorece a escolha de métodos que proporcionem os melhores resultados para o negócio;
– Estabelecimento de objetivos claros quanto ao desempenho da empresa, favorecendo a compreensão de todas as pessoas envolvidas nos processos de tomada de decisão;
– Favorece a comunicação das estratégias empresariais para todos os níveis hierárquicos, tornando a estrutura organizacional menos burocrática.

Explicando a estrutura do prisma

Prism Performance

Na parte do topo e na região inferior do prisma são respectivamente abordados: satisfação dos stakeholders e contribuição oferecida pelos stakeholders. Já nas 3 faces laterais do prisma estão as estratégias, os processos e as capacidades. A estrutura do Prism Performance ilustra a complexidade existente (porém escondida) do mundo corporativo, sendo que para compreendê-la é indispensável analisar todas as perspectivas que estão relacionadas entre si.

Algumas características do Prism Performance

– Trata-se de um sistema focado na mensuração do desempenho organizacional e na comunicação das estratégias empresariais adotadas;
– Tem como premissa a utilização de múltiplos indicadores (financeiros e não-financeiros), oferecendo maior respaldo para as avaliações;
– Campos de resultados com base nas necessidades dos stakeholders, estratégias, processos, capacidades e contribuição dos stakeholders;
– Orientação para os stakeholders (acionistas, investidores, colaboradores, clientes, intermediários, agentes reguladores, fornecedores e a comunidade em geral);
– Primeiramente são identificados os indicadores para satisfação dos stakeholders e posteriormente é elaborada a melhor estratégia empresarial de acordo com tais indicadores.

Além do Prism Performance, a gestão de uma empresa envolve a utilização de outras ferramentas. Uma delas é o Balanced Scorecard que, embora seja diferente do Prism, pode atuar de forma complementar, oferecendo maior respaldo para os executivos que lidam com decisões importantes a todo momento.

Imagens: portal-administracao.com / sinulaen.ee

Publicidade

Isso pode te interessar: