Qual a Diferença Entre Custos Fixos e Variáveis? Confira!

qual-diferenca-entre-custos-fixos-e-variaveis

No momento de fazer o planejamento quanto aos custos e despesas das empresas é bastante comum que surjam dúvidas sobre qual a diferença entre custos fixos e variáveis.

Para solucionar esta questão, vamos considerar alguns aspectos bem simples que diferenciam esses custos assim como também fornecer exemplos sobre cada um deles. Confira!

Custos fixos – Conceito e exemplos

De forma bem simples, em uma empresa, os custos fixos podem ser compreendidos como todos aqueles que não estão diretamente atrelados à produção.

Dessa forma, independentemente da quantidade de produção da empresa (alta ou baixa), esses custos sempre existirão e permanecerão de certa forma estáveis. Em termos de custos fixos, como exemplo é possível citar:

Publicidade

– Aluguel do imóvel;

– Salários dos funcionários atuantes nos setores administrativos (não ligados à produção);

– Pagamentos referentes à prestação de serviços terceirizados de limpeza, segurança, manutenção etc;

– Faturas telefônicas;

– Material de escritório, produtos de limpeza etc.

Custos variáveis – Conceito e exemplos

Os custos variáveis, ao contrário dos fixos, tratam-se exatamente daqueles diretamente atrelados e, como o próprio nome diz, variáveis de acordo com a produção.

Publicidade

Dessa forma, caso o nível de produção em um determinado mês seja alto, os custos variáveis aumentarão na mesma proporção.

E o contrário também. Caso o volume de produção seja baixo, os custos variáveis diminuirão. Com relação aos principais exemplos de custos variáveis, podemos destacar:

– Matéria-prima;

– Insumos diretos (aqueles utilizados na produção);

– Mão-de-obra direta (os funcionários que trabalham diretamente na produção);

– Pagamento de comissões para a equipe de vendas;

– Pagamento de fretes;

– Água e energia elétrica utilizadas no processo produtivo.

o-que-sao-custos-fixos-e-variaveis

Por que é importante saber qual a diferença entre custos fixos e variáveis?

Conhecer a fundo qual a diferença entre custos fixos e variáveis é fundamental para que o proprietário da empresa e gestores do negócio possam ter bem claro a somatória de todos os valores gastos na produção, já que isso impacta bastante no preço de venda das mercadorias.

Saber sobre a diferença desses custos também é de extrema importância para que os departamentos financeiro, contábil, de vendas e de produção possam fazer um planejamento conjunto para evitar surpresas quanto à programação do orçamento para os custos variáveis.

Dicas de como programar melhor os custos variáveis

Para que a saúde financeira da empresa não seja prejudicada por situações inesperadas, é de suma importância que os custos variáveis sejam bem programados, já que eles exigem maior atenção que os fixos (que já são esperados e conhecidos). Para planejar melhor esses custos, é necessário:

– Estar atento às oscilações de demanda (aumento ou diminuição da procura pelo produtos vendidos pela empresa);

– Buscar negociar prazos maiores junto aos fornecedores de matéria-prima e insumos utilizados na produção;

– Não contratar mais funcionários que o necessário. Durante períodos de maior demanda, pode ser mais conveniente pagar horas extras para os funcionários já contratados ou contratar trabalhadores temporários;

– Manter uma comunicação eficaz entre o departamento financeiro e o de produção.

Em suma, para que a empresa consiga vender mais sem comprometer seu orçamento mensal, é indispensável saber qual a diferença entre custos fixos e variáveis e investir no planejamento desses valores.

Imagem- clubeamigosdocampo.com.br   uolhost.uol.com.br
Publicidade

Outras Oportunidades:

5 mil reais por mês Consertando Celulares

Elas lucram alto com doces refinados
Como revender roupas de marca (200% de lucro)
10 Negócios Lucrativos para 2017

Livro Grátis: Como trabalhar pela Internet
Negócio do Futuro: Instalação de Energia Solar