Diagrama de Ishikawa – O Que é, Para que Serve, Estrutura e Vantagens


Diagrama de Ishikawa

O Diagrama de Ishikawa consiste em um recurso gráfico utilizado na gestão da qualidade das empresas, sendo também conhecido como Diagrama Espinha de peixe, Diagrama 6M ou Diagrama de Causa e Efeito. A ferramenta recebeu este nome pelo fato de ter sido criada pelo famoso engenheiro químico japonês, Kaoru Ishikawa, no ano de 1943.

Para que serve o Diagrama de Ishikawa?

Esse diagrama é utilizado no gerenciamento e controle da qualidade com o intuito de identificar as principais causas de um problema ou efeito, evitando complicações (e prejuízos) na linha de produção industrial. Essa ferramenta gráfica contribui também para demonstrar de forma hierárquica futuras causas de problemas, ajudando na identificação de melhorias no processo produtivo.

Estrutura do Diagrama de Ishikawa

Diagrama de Ishikawa

Esse diagrama é composto por uma divisão abrangendo 6M’s, que apontam de maneira gráfica onde os problemas de determinado processo são originados:

Publicidade

1 – Mão de obra: quando o problema está relacionado à atuação de um funcionário que executa um procedimento de forma equivocada ou imprudente. Ex.: conversas paralelas durante o trabalho, falta de treinamento adequado.

2 – Material: é quando o material não atende às exigências necessárias para a execução do trabalho. Ex.: ferramenta sem corte, matéria-prima com defeito.

3 – Meio ambiente: neste caso, o problema é originado por fatores externos. Ex.: calor, poeira, poluição, equipamentos mal dimensionados.

4 – Método: quando o problema é ocasionado por uma metodologia de trabalho inadequada. Ex.: ausência de controle da qualidade, jornada de trabalho excessiva.

5 – Máquina: neste caso o problema ou efeito é originado por uma máquina em mau funcionamento. Ex.: equipamentos desgastados ou obsoletos, falta de manutenção.

6 – Medida: refere-se a problemas causados por medidas tomadas anteriormente para alterar o processo.

Publicidade

Considerando a estrutura do Diagrama de Ishikawa por meio do desenho em formato de espinha de peixe, no interior da cabeça do peixe deve ser descrito o problema e as causas apontadas ao longo da espinha.

Ao fazer o apontamento do problema e das causas, é indispensável utilizar palavras objetivas, tornando fácil a compreensão de todos os membros da equipe da área de qualidade. Identificadas as causas, é necessário adotar as soluções cabíveis, apontando pessoas responsáveis para resolver cada uma delas e eliminar o problema.

Quais as vantagens do Diagrama de Ishikawa?

Fácil aplicação

Esse recurso gráfico é um dos mais fáceis de aplicar, compreender e visualizar, fazendo com que gerentes e demais membros da equipe de qualidade consigam identificar uma ou mais causas geradoras de um problema no processo produtivo.

Antecipação de cenários

Além de favorecer a rápida identificação das causas de problemas que já estão ocorrendo no processo produtivo, esse Diagrama de Causa e Efeito antecipa cenários que podem levar a problemas ainda não identificados, fazendo com que os gerentes consigam tomar decisões a tempo de evitá-los.

Análise de vários fatores

Outra das vantagens do Diagrama de Ishikawa é que essa ferramenta permite a análise de vários fatores ao mesmo tempo:

  • Recursos humanos;
  • Infraestrutura;
  • Tecnologia;
  • Ambiente interno;
  • Ambiente externo;
  • Controles e procedimentos.

Isso economiza um tempo precioso na busca de soluções para o problema.

Facilita o acompanhamento de resultados

Por ser de fácil compreensão, esse diagrama facilita o acompanhamento dos resultados pela equipe de qualidade, permitindo não apenas a resolução de um problema como o aperfeiçoamento do processo.

Favorece a certificação ISO

O uso desse diagrama é de grande utilidade para as empresas que desejam obter uma certificação ISO, já que ele engloba todas as causas de possíveis problemas na produção.

Mantém as ideias estruturadas

Esse recurso gráfico é essencial para manter as ideias e apontamentos da equipe de qualidade organizados, fazendo com que as informações sejam analisadas com maior rapidez e eficácia.

Como o Diagrama de Ishikawa se tornou conhecido?

Ainda que esse diagrama tenha sido criado no ano de 1943 no Japão e já utilizado nos anos posteriores por grandes empresas japonesas, somente na década de 60 essa ferramenta se tornou conhecida mundialmente, sendo utilizada por empresas de todo o planeta na gestão da qualidade.

Ainda que o Diagrama de Ishikawa seja predominantemente utilizado nas indústrias, feitas as devidas adequações, ele pode ser empregado para a solução de outros tipos de problemas organizacionais, abrangendo também o segmento de serviços.

Imagens: ictq.com.br / blog.softwareavaliacao.com.br

 

 

 

 

 

 

 

Publicidade