Impostos Simples Nacional – O Que São e Como São Definidos?


impostos-simples-nacional-o-que-sao-e-como-sao-definidos

Saber a respeito dos impostos Simples Nacional é fundamental para todas as empresas que já estão enquadradas ou desejam se enquadrar neste regime de arrecadação.

Portanto, para saber quais são esses impostos, como eles são definidos e o que fazer para gerar a guia de pagamento, basta acompanhar nosso post!

Impostos Simples Nacional – O que são?

Antes de qualquer coisa, é necessário mencionar que o Simples Nacional foi criado no intuito de viabilizar a atividade empreendedora no Brasil por meio de alíquotas menores quanto aos impostos que devem ser pagos pelas empresas.

Esses impostos são definidos de acordo com o ramo de atividade no qual a empresa está inserida, ou seja: Indústria, comércio, prestação de serviços etc. Para identificar este ramo de atividade, a Receita Federal toma como base o CNAE da empresa que consiste na Classificação Nacional de Atividades Econômicas.

Publicidade

Além deste critério, para definir os impostos Simples Nacional, também é necessário considerar o faturamento bruto anual da empresa, que no caso do Simples não poderá passar de R$3.600.000,00.

Quais são os impostos que integram o Simples Nacional?

– COFINS (Contribuição Para o Financiamento da Seguridade Social);

– PIS/PASEP (Programa de Integração Social);

– IRPJ (Imposto de Renda Pessoa Jurídica);

– ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).Obs.: Aplicado apenas para o comércio e a indústria;

– CSLL (Contribuição Sobre o Lucro Líquido);

Publicidade

– ISS (Imposto Sobre Serviços). Obs.: Este aplica-se somente no caso de empresas prestadoras de serviço;

–  IPI (Imposto Sobre Produtos Industrializados). Obs.: Aplicado apenas no caso de indústrias;

– CPP (Contribuição Patronal Previdenciária). Obs.: Aplicada para comércio, locação de bens móveis e indústria.

o-que-sao-impostos-simples-nacional-como-devo-pagar

Em qual guia esses impostos são gerados?

Com o objetivo de facilitar a vida dos empreendedores que já possuem diversas atividades de gestão, o Simples nacional é gerado em uma guia única chamada de DAS – Documento de Arrecadação do Simples Nacional.

Esta guia deve ser gerada pelo site da Receita Federal, órgão responsável por repassar os valores recolhidos a todas as esferas: Municipal, Estadual e Federal.

Ter um contador é fundamental

Para que o empresário obtenha máxima segurança e controle quanto a todos os impostos que devem ser pagos é indispensável contar com o pleno suporte de um contador experiente.

Esse suporte pode ser oferecido tanto por um contador contratado diretamente pela empresa ou por meio de uma assessoria contábil especializada.

O importante é que o empresário esteja sempre atento e bem informado quanto a todos os aspectos tributários que envolvem o negócio.

Além de oferecer todas as informações com relação ao Simples Nacional e demais formas de tributação, um contador também providenciará a geração do DAS e orientará o empresário quanto aos detalhes que envolvem o pagamento, tais como prazos.

Para concluir, é indispensável enfatizar que, além de saber sobre os impostos Simples Nacional, é indispensável que os empreendedores mantenham à risca um bom planejamento financeiro que possa suportar os tributos evitando atrasos de pagamento e problemas com a Receita Federal.

Imagem- designerd.com.br  bonsinvestimentos.com.br
Publicidade